síndrome pós-colecistectomia

O que é a síndrome pós-colecistectomia?

A colecistectomia é a cirurgia para remoção da vesícula, indicada para problemas como os conhecidos cálculos biliares. Após a cirurgia, algumas reações podem levar à síndrome pós-colecistectomia, caracterizada por sintomas variados, principalmente, dor abdominal.

Este texto tem objetivo de esclarecer essa questão, explicando, em primeiro lugar, a função da vesícula.

Problemas na vesícula

A vesícula, localizada abaixo do fígado, tem o importante papel de armazenar a bile, substância essencial para o processo da digestão. Quando ela apresenta algum desequilíbrio, originam-se pedras, caracterizando um quadro denominado pedras ou cálculos biliares.

Causas

Os problemas da vesícula podem ser desencadeados por uma predisposição genética, mas os hábitos de vida têm forte ligação com o desenvolvimento deles, podendo incluir:

  • ingestão excessiva de gordura e carboidratos;
  • alimentação pobre em fibras;
  • sobrepeso e obesidade;
  • sedentarismo;
  • tabagismo;
  • hipertensão;
  • diabetes;
  • desequilíbrio hormonal.

Manter uma rotina saudável, com prática regular de atividade física e dieta balanceada, é uma importante medida preventiva.

Sintomas

Alguns sinais dos cálculos biliares são:

  • dor na região direita do abdômen, principalmente após as refeições;
  • febre alta;
  • diarreia;
  • falta de apetite;
  • enjoo e vômito;
  • pele e olhos amarelados.

Quando esses sinais surgirem, é imprescindível consultar um médico, para que seja tomada uma providência o quanto antes, prevenindo agravamento.

Tratamento cirúrgico

Quando ocorre o acúmulo de pedras na vesícula e consequentes complicações, há indicação para a cirurgia de remoção do órgão, denominada colecistectomia.

O procedimento pode ser feito de forma convencional, por meio de uma incisão no abdômen ou por laparoscopia, procedimento menos invasivo, em que são feitas apenas quatro pequenas incisões.

A laparoscopia costuma reduzir o tempo da operação e favorecer o período pós-cirúrgico, uma vez que os cortes são menores. Ambos os métodos utilizam anestesia geral.

A síndrome pós-colecistectomia

Por mais que a cirurgia de tratamento dos cálculos biliares seja segura e eficaz, em parte dos casos, pode haver complicações.

A síndrome pós-colecistectomia é um reflexo da remoção da vesícula, porque a bile perde seu principal local de armazenamento. Assim, alguns sintomas semelhantes ao problema anterior podem se manifestar na região do abdômen, incluindo:

  • cólica;
  • diarreia;
  • náusea e vômito;
  • gases.

As pessoas que apresentam essa condição após a cirurgia devem consultar o médico o quanto antes. Em linhas gerais, o problema pode ser administrado com uso de medicamentos e mudanças na alimentação.

Reduzir o volume de comida ingerido, por exemplo, fazendo mais refeições ao longo do dia, é uma das estratégias a serem adotadas. Consumir probióticos é uma alternativa para beneficiar o trato digestivo e administrar a síndrome pós-colecistectomia.

 

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp