Hepatites

Qual a diferença entre as hepatites virais?

Você sabia que inflamações que afetam o fígado cuja origem são os microrganismos ou substâncias químicas, a exemplo de remédios, álcool e drogas são denominadas de hepatites? Sendo que aquelas que recebem a classificação de A, B, C, D e E são chamadas de hepatites virais, pois são causadas por vírus.

Cada letra diz respeito a um tipo diferente de vírus que ataca, de forma distinta, o fígado. Um fato curioso, é que alguns tipos de hepatite se curam sozinhas por uma ação do próprio corpo.

Por outro lado, existem aquelas que merecem atenção, pois podem se tornar crônicas e até colocar em risco a vida da pessoa.

A seguir, vamos conhecer algumas características dos principais tipos de hepatites virais para melhor diferenciá-las. Acompanhe!

Hepatite A

A hepatite A tem como causa o vírus do gênero Hepatovirus. A forma mais comum de contrair a condição é o contato com água contaminada por fezes de alguém que já tem o vírus e por meio de alimentos.

A hepatite A tende a ter um quadro mais leve e, geralmente, o próprio sistema imunológico da pessoa consegue resolver. Mas há casos mais complicados, nos quais a pessoa pode ter perda de apetite, urina escura, fígado inchado e vômito.

Hepatite B

A hepatite B é categorizada como uma DST, já que sua transmissão ocorre por via sexual, sendo causada pelo vírus B (HBV). Outra forma de transmissão, é o contato com sangue contaminado.

Nos quadros mais leves os sintomas podem ser inexistentes. Mas se evoluir para situações mais graves pode provocar câncer de fígado e cirrose.

Hepatite C

Considerada semelhante a hepatite A, a hepatite C é causada pelo vírus C (HCV) e também pode não mostrar sinais e sintomas.

Por outro lado, quando mostra sinais, eles podem envolver inchaço no abdome, dor, febre e cansaço excessivo. O contato com sangue contaminado é a principal via de transmissão.

Um fato importante, é que dentre os tipos de hepatites virais, a C é que mais possibilidades têm de evoluir para um quadro crônico.

Hepatite D

Já a hepatite D somente acomete as pessoas já tem o vírus do tipo B no corpo. Isso porque a D depende da existência do vírus B para que consiga se multiplicar. A transmissão também acontece via contato sexual e sangue. A condição é provocada pela presença do vírus D (VHD).

É interessante observar que o indivíduo pode ser infectado por ambas ao mesmo tempo (coinfecção) ou quando tem hepatite B crônica e termina por contrair a D (superinfecção). O segundo caso é considerado mais grave e o tratamento imediato é fundamental.

Hepatite E

A hepatite E, dentre os tipos de hepatites virais, é a que menos ocorre no Brasil (costuma surgir na Ásia e África mais frequentemente). Essa condição infecciosa viral é causada pelo vírus VHE. A forma mais comum de a pessoa ser contaminada é tendo contado com água contaminada por resíduos fecais. Vômitos, febre e cansaço estão entre os sintomas mais comuns.

Como prevenir

Não importando o tipo de hepatite, evitar as formas de contágio é sempre a melhor forma de prevenção.

Tomar cuidados básicos de higiene, lavar as mãos antes de manusear alimentos e depois de usar o banheiro, consumir água potável e ter muita atenção com a proteção na hora das relações sexuais, assim como evitar compartilhar itens de higiene pessoal, são alguns exemplos de ações simples, mas muito importantes.

Vacinas também ajudam na prevenção. Por exemplo, a que previne o tipo A é aplicada em crianças de 1 a 2 anos, em pessoas com outras hepatopatias e portadores de HIV.

A testagem para os tipos B e C também entra como prevenção, pois ajuda a saber se  ela tem a doença, sendo assim, vale a pena realizar os testes frequentemente para aumentar o nível de segurança contra as hepatites virais e tomar uma medida rápida, caso seja preciso.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp