people, healthcare and problem concept - unhappy man suffering from stomach ache at home

Conheça os sintomas e como tratar a má digestão

Todo mundo já vivenciou, pelo menos em algum momento, os sintomas da má digestão. Basta comer aquela comida pesada, a que você não está acostumado, ou ser vencido pela gula e comer demais que os sintomas aparecem.

Um caso típico é aquele decorrente do famoso churrasco acompanhado de uma cervejinha, que tantos apreciam. Além da carne, principalmente aquela mais gordurosa, ser mais difícil de digerir, e, portanto, passar mais tempo no estômago, a ingestão de líquidos durante as refeições é um gatilho perfeito para uma digestão nada fluida.

Diante de situações como essas, é comum as pessoas experimentarem sintomas como arrotos, queimação no estômago, azia, gases, flatulência, aquela sensação de estar carregando a bagagem de viagem dentro da barriga, sensação de cansaço e até reações mais drásticas, como enjoo, vômito, prisão de ventre ou diarreia.

Causas

Não se trata de uma doença, mas de um conjunto de distúrbios que apontam que alguma coisa não está bem. A causa pode ser tão somente a cultura alimentar do paciente. Pessoas que costumam comer os famosos fast food, que abusam dos refrigerantes e líquidos durante as refeições, que ingerem muitos alimentos industrializados e fazem poucas refeições diárias com grande quantidade são propensas a desenvolver esses distúrbios gástricos.

A gordura da carne e o álcool, voltando ao churrasquinho regado a cerveja, que muitos adoram, estão entre as substâncias que agridem a parede do estômago, o mesmo se dando com determinados medicamentos.

Pode ser, também, um sinal de outras complicações gástricas, razão pela qual é importante que o indivíduo se submeta a uma investigação médica, principalmente se à má digestão somarem-se sintomas como sangue nas fezes, perda repentina de peso, crises regulares de vômitos e dificuldade para engolir os alimentos. Nesse caso, os distúrbios podem estar associados a doenças mais graves.

Questões emocionais, principalmente o estresse, também podem causar esses distúrbios. Há, ainda, uma série de fatores de risco, como a obesidade, mastigar mal os alimentos e comer rápido demais, exagerar em condimentos picantes, chocolate, cafeína, frituras e ingerir de forma excessiva alimentos ricos em fibras.

Tratamento da má digestão

Se os sintomas não estiverem associados a nenhuma condição mais grave, a medida recorrente é investir na reeducação alimentar. O médico, a partir da anamnese, identificará os hábitos indevidos e procurará corrigi-los.

Reservar horários para fazer as refeições com calma, sem correria, sem engolir os alimentos inteiros, sem fast food, sem ingestão de líquidos ao mesmo tempo em que deglute os alimentos, sem comer em apenas uma refeição como se não houvesse amanhã, evitar fumar e deitar após as refeições, controlar o peso e o consumo de alimentos ácidos e cítricos, como limão e abacaxi, por exemplo, evitar frituras, fazer várias refeições por dia e evitar falar enquanto come são medidas que deverão resolver o problema.

Eventualmente, o médico pode receitar antiácidos para aliviar os sintomas típicos da má digestão, mas prepare-se porque mudar hábitos alimentares exige força de vontade e disciplina.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp