Hepatocarcinoma

O que é hepatocarcinoma?

O hepatocarcinoma é o nome dado ao tipo de câncer primário do fígado, que também é conhecido como carcinoma hepatocelular. A doença atinge os hepatócitos, principais células do fígado.

Quando surge, ela faz com que ocorra mutações no gene dessas células. As mutações fazem com que estas células se multipliquem de uma maneira desordenada, causando o surgimento do câncer.

O hepatocarcinoma é um tipo de câncer que afeta mais comumente os homens, podendo acometer também as mulheres. É uma das doenças com maior índice de mortalidade do mundo.

Acompanhe o texto e saiba mais sobre o que é hepatocarcinoma:

Câncer de fígado: hepatocarcinoma

O fígado é uma glândula responsável por uma série de funções importantes do organismo humano, tais como: armazenar glicose e vitaminas, fazer a digestão de gorduras, produzir proteínas, entre outros, possuindo grande importância para que uma pessoa se mantenha saudável.

O hepatocarcinoma é um tumor maligno primário que atinge as células presentes no fígado. No entanto, há várias células que compõem o fígado, podendo assim ser causado por outros tipos diferentes de câncer.

Sendo assim, há os tumores secundários que são metástases, que surgem em outras partes do corpo, como nos pulmões, intestinos, estômago ou mamas. Elas surgem quando as células tumorais se movimentam desses órgãos e afetam o fígado, se deslocando pela corrente sanguínea e vasos linfáticos.

Causas

Uma das causas mais frequentes para o hepatocarcinoma é a cirrose, pois ela gera cicatrizes e nódulos que podem promover o bloqueio da circulação do sangue. A cirrose é causada pelo uso excessivo de álcool e hepatites, entre outras.

Além disso, infecções crônicas originadas pelos vírus de hepatites B e C, também podem contribuir para que o tumor primário afete o fígado.

Outros fatores que podem estar ligados ao câncer de fígado são:

  • doenças metabólicas, como a esteatose (acúmulo de gordura no fígado) e diabetes;
  • uso de esteróides anabolizantes;
  • lesões pré-malignas;
  • obesidade;
  • consumo de alimentos com aflatoxina, pois ela possui uma substância que é produzida por dois tipos de fungos que podem ser encontrados no amendoim, mandioca e milho, caso sejam guardados em condições desfavoráveis.

Sintomas do hepatocarcinoma

Em geral, os sintomas costumam a aparecer quando a doença está em seu estágio avançado, mas em alguns casos podem se manifestar em sua fase inicial.

Por isso, o recomendado é sempre fazer consultas de rotina e relatar ao médico sobre quaisquer tipo de mudança que possa notar, pois quando o câncer é detectado precocemente, o paciente terá mais chances de cura e qualidade de vida.

Os sinais e sintomas do hepatocarcinoma podem incluir:

  • febre;
  • aumento do fígado;
  • aumento do baço;
  • dor abdominal;
  • mal-estar;
  • perda de peso;
  • falta de apetite;
  • náuseas;
  • vômitos;
  • inchaço ou acúmulo de líquido no abdome;
  • coceira;
  • pele e mucosas amareladas;
  • dilatação das veias da barriga, fazendo com que elas fiquem mais visíveis sob a pele.

Caso perceba algum desses sinais, procure um médico para examiná-lo.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp