gastrite e úlcera

Entenda as diferenças entre gastrite e úlcera

A indigestão, a queimação e as dores abdominais corriqueiras são alguns dos sintomas que demonstram que alguma coisa no trato digestivo não vai bem. Normalmente essas manifestações são associadas à gastrite e úlcera, uma vez que os indícios são parecidos. Entretanto devemos olhar esses sinais atentamente, uma vez que esses problemas distintos. Por exemplo, a úlcera é uma ferida situada na parede do estômago, enquanto que a gastrite é uma inflamação localizada na parede que reveste o lado interno do estômago. Percebeu a diferença? No primeiro caso lidamos com um problema mais complexo, pois trata-se de um ferimento profundo. Ou seja, embora ele gere sintomas parecidos com os da gastrite, os cuidados que devemos ter com um e outro são diferentes, dependendo da gravidade. Neste artigo falamos mais sobre essas diferenças. Acompanhe!

Quais são as causas e os sintomas da gastrite?

Essa infecção no revestimento interno do estômago geralmente é causada pela má alimentação e pelo consumo excessivo de antibióticos, álcool e drogas. Mas, no que tange aos fatores de risco, também incluímos o estresse, as doenças autoimunes, o HIV e a idade. No último caso, as pessoas idosas são mais propensas a desenvolver esse tipo de erosão. A inflamação geralmente ocorre devido à fraqueza na barreira da mucosa que protege a parede do estômago. Normalmente essa fragilidade é provocada pela bactéria Helicobacter pylori, que habita justamente nessa região. E quando isso acontece os sucos digestivos danificam os tecidos do órgão. É claro que outros vírus e bactérias provocam a infecção, por isso é fundamental contactar um especialista para averiguar a situação. Em via de regra, os sinais aparecem como indigestão, perda de apetite, náuseas, vômitos, azia, queimação e dores abdominais.

Quais são os sintomas e as causas da úlcera?

Por outro lado, a úlcera pode surgir quando a gastrite não é tratada adequadamente. Mas outros fatores como estresse, determinados medicamentos, infecção da Helicobacter pylori, tabagismo, fatores genéticos, também integram a lista. Nesse sentido ainda destacamos o consumo de álcool, drogas e alimentos industrializados, sobretudo, os gordurosos, açucarados, apimentados, cafeinados. Em geral, nessa situação os pacientes apresentam forte dor abdominal, distensão abdominal, queimação na boca do estômago, além de enjoos, vômitos e fezes com sangue, devido ao sangramento da parede estomacal.

Como é feito o tratamento?

Em ambos os casos indicamos medicamentos que reduzem a acidez do estômago, portanto a aplicação de analgésicos e antibióticos são necessários. Mas também prescrevemos os inibidores da bomba de prótons (IBP) — mais conhecidos como lansoprazol, pantoprazol, omeprazol, rabeprazol, esomeprazol. No entanto, dependendo da gravidade, recomendamos a intervenção cirúrgica no caso da úlcera. Sobre isso, frisamos que raramente a operação é necessária, salvo em situações envolvendo perfurações, suspeita de câncer, hemorragia, recorrências graves, falta de resposta à terapia feita com medicamentos. Mesmo que os sintomas de gastrite e úlcera se assemelhem, as condições de tratamento dependem dessa identificação, que é feita por meio de exames clínicos e endoscopia. Além do mais, a automedicação não é recomendada. Por isso é fundamental que você procure o seu médico para obter uma avaliação pontual. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp