dieta

Dieta pós-cirurgia bariátrica: o que evitar?

Quando o paciente passa por uma cirurgia bariátrica, ele precisa tomar alguns cuidados com as dietas, especialmente, no decorrer dos primeiros meses após a realização do procedimento. Geralmente, a orientação é que a adaptação seja feita em fases, ou seja, por meio de uma dieta que evolua da líquida até a normal. Logo, é preciso que um acompanhamento médico seja feito de perto. Assim, o quadro geral da pessoa pode ser avaliado e, caso seja necessário, tomar alguma medida para tornar os resultados da cirurgia mais eficazes. Certamente, cada pessoa tem necessidades diferentes ao passar por uma cirurgia bariátrica. Por outro lado, há algumas recomendações que são gerais para as bebidas e alimentos que devem ser deixados de lado. A seguir, vamos saber mais sobre isso. Acompanhe!

Pão, arroz e macarrão

Devido a natureza característica do amido no macarrão, arroz e pão, após a cirurgia, eles podem fazer com que uma pasta surja na garganta, a qual se torna difícil de ser engolida sem ajuda de um líquido. É melhor evitar esses alimentos a princípio e, quando for comer, ingerir pequenas porções de cada um.

 Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas devem ficar de fora das dietas pós-cirurgia bariátrica. Geralmente, as que se enquadram nessa categoria são muito calóricas e, além disso, após o procedimento, a absorção do álcool aumenta significativamente pelo organismo, fator que contribui para provocar uma intoxicação na pessoa.

Alimentos com calorias vazias

Como o estômago teve seu tamanho reduzido de forma drástica, é preciso ter atenção aos itens consumidos para avaliar se são capazes de fornecer os nutrientes necessários ao organismo. Isso significa que os alimentos de calorias vazias, tais como pipoca, bolos de arroz, doces e batatas fritas devem ser evitados. Além de ocupar um espaço que poderia ser preenchido por alimentos que forneçam energia ao corpo, aqueles que são fritos ou cheios de açúcar ainda pode fazer com que a pessoa ganhe o peso de volta. Outra situação que eles podem causar é a chamada Síndrome do Dumping, na qual alimentos desse tipo chegam rapidamente ao cólon após serem ingeridos. Essa síndrome pode levar o individuo a sofrer com diarreias, fraqueza, náuseas, suor frio e vômitos.

Alimentos fibrosos

Vegetais e frutas são muito importantes para dietas nutritivas e equilibradas. Entretanto, é preciso evitar aqueles de difícil digestão e fibrosos como, por exemplo, repolho, brócolis, milho e aipo. Com o passar do tempo, o organismo vai desenvolvendo uma maior tolerância a esses alimentos, mas a curto prazo, após a cirurgia, é recomendado evitá-los.

Bebidas açucaradas

Anteriormente, falamos sobre as bebidas alcoólicas. Porém, é preciso ter atenção, também, a outros tipos de bebidas, especialmente as que trazem frutose, xarope de milho e açúcar na composição, pois não ajudam nem na nutrição e nem na manutenção do peso. A cafeína também entra na lista, pois pode contribuir para a desidratação. Esses são apenas alguns dos principais alimentos que devem ser evitados nas dietas pós-cirurgia bariátrica. Por fim, vale sempre lembrar que tudo é um processo de aprendizado. Com o tempo, será mais fácil lidar com a alimentação diária e adotar hábitos cada vez mais saudáveis! Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp