hérnia incisional

6 cuidados no pós-operatório da hérnia incisional

A hérnia incisional é resultado da má cicatrização interna do tecido da parede abdominal, após uma cirurgia. Mesmo que a sutura tenha sido feita de forma adequada, o tecido da região fica debilitado. Isso é extremamente favorável ao desenvolvimento de uma hérnia. Se o lugar em torno da cicatriz ficar mais frágil e enfraquecer, pode abrir um pequeno orifício na parede do abdômen. Assim, uma quantidade de tecido adiposo ou parte de algum órgão pode escorregar pelo orifício, fazendo pressão na cicatriz. Essa é a condição conhecida como hérnia incisional. Ela pode surgir a partir de todo tipo de incisão consumada no local, inclusive durante procedimentos minimamente invasivos, como as cirurgias videolaparoscópicas. Contudo, é mais comum surgirem após operações contaminadas, como a apendicite supurada, cirurgias com infecção pós-operatória, ou em pacientes com deficiência nutricional. Normalmente, aparecem cerca de 3 meses após o procedimento e provocam dor na região da cicatriz. Mediante a formação da hérnia, o tratamento é sempre cirúrgico e avaliado pelo especialista. Quando são pequenas, podem ser tratadas por videolaparoscopia, com a inserção da tela de proteção para auxiliar no fortalecimento da parede abdominal. Já as hérnias maiores precisam de uma abordagem mais agressiva, com reabertura da cicatriz. Os cuidados no pós-operatório garantem a segurança do procedimento e a recuperação completa do paciente. Confira a seguir o que deve ser feito.

Cuidados após a cirurgia de hérnia incisional

1. Obedeça o repouso

Mesmo quando a hérnia incisional é tratada com pequenas incisões, há um período de repouso recomendado pelo médico. Ele é importante para que o organismo se recupere das agressões feitas pela operação. Isso diminui o risco de complicações e assegura que a cicatrização seja realizada sem problemas.

2. Evite esforços excessivos

Atividades físicas e trabalhos que envolvam esforço físico demasiado são suspensos por cerca de um mês após a cirurgia. Isso é avaliado caso a caso pelo médico. Não seguir as orientações do cirurgião pode atrapalhar o processo cicatricial. É bom lembrar, que o esforço físico pode romper os pontos e dificultar a recuperação do organismo.

3. Não fume

O cigarro tem diversos compostos químicos extremamente danosos ao processo de cicatrização. Além disso, fumar pode provocar tosse. A pressão exercida pelo ato de tossir é um esforço capaz de forçar os pontos e atrapalhar a cicatrização adequada da nova cirurgia.

4. Alimente-se bem

A boa alimentação é uma excelente aliada para ajudar o organismo a se recuperar sem complicações. Com a dieta apropriada é possível revigorar o sistema imunológico, absorver mais nutrientes e estimular o processo de cicatrização. É fundamental ingerir refeições pobres em gorduras e açúcares, preferindo as proteínas de carnes magras e fibras.

5. Cuide da higiene local

Geralmente o cirurgião vai indicar a melhor forma de cuidar dos curativos e pontos. É importante mantê-los secos e trocá-los apenas quando houver orientação médica. Caso note vermelhidão, mal cheiro e secreção, entre em contato com seu médico.

6. Converse com seu médico

O cirurgião é o responsável por tirar suas dúvidas, antes e após o procedimento cirúrgico. Nunca tome medicação por conta própria e discuta com ele qualquer passo que você julgue necessário no pós-operatório. É normal sentir algum desconforto após a cirurgia de hérnia incisional. Todavia, se houver febre, dor intensa e secreção no local da cicatriz, é sinal de que algo pode não ter corrido bem. Procure o seu médico imediatamente. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp