Cirurgia bariátrica

Cirurgia bariátrica: conheça as indicações e os tipos de procedimento

A cirurgia bariátrica é um procedimento seguro, que faz parte da luta contra a obesidade. Existem diferentes técnicas, que já foram muito aperfeiçoadas ao longo dos anos, mas, como toda cirurgia, não está isenta de riscos e, portanto, deve ser indicada com muita responsabilidade.

Os índices de obesidade no mundo e, principalmente, no Brasil estão se elevando cada vez mais. Por isso, o que a medicina puder oferecer de avanço quanto a solução desse problema é bem-vindo. 

Este texto aborda mais detalhadamente esse procedimento e suas indicações. 

Indicação da cirurgia bariátrica

A cirurgia de redução de estômago deve ser indicada pelo médico cirurgião, conforme a avaliação completa do indivíduo. Isso inclui não somente o conhecimento do peso corporal, mas também o estilo de vida, histórico familiar e de doenças, entre várias outras questões.

Grau de obesidade

O nível de obesidade em que a pessoa se encontra é determinante para definir a possibilidade do procedimento. Existem três classificações.

  • Grau I: quando o Índice de Massa Corporal (IMC) é de 30,0 e 34,9.
  • Grau II: quando o IMC é de 35,0 a 39,9. A partir desse grau, obesos que apresentam comorbidades (como hipertensão e diabetes) podem ter indicação para a cirurgia.
  • Grau III: quando o IMC está acima de 40,00. 

O grau III representa a situação mais grave dessa condição. Trata-se de quando o indivíduo tem obesidade mórbida e, portanto, há forte indicação para a redução de estômago. Assim, ele poderá obter uma melhora significativa da qualidade de vida. 

Tipos de procedimento

Além de a cirurgia bariátrica não ser para qualquer pessoa, há diferentes métodos de realização.

Em linhas gerais, as técnicas têm objetivo de reduzir o volume do estômago, tornando necessário que se faça ingestão de menos alimento, uma vez que a saciedade ocorrerá mais rapidamente.

Dessa maneira, haverá perda de muito peso, cerca de 45% do total corporal, que vai se processando de forma progressiva. 

A seguir, conheça os detalhes sobre os tipos de procedimento.

Bypass gástrico

Essa é uma técnica muito utilizada no Brasil. É feita uma divisão do estômago, que gera um desvio de uma parte dele, juntamente com o início do intestino. Assim, essa parcela fica de fora do trajeto por onde o alimento passa. 

A alteração na porção intestinal gera mudanças hormonais e metabólicas, o que pode ajudar no combate a comorbidades como o diabetes.

Sleeve

Consiste em uma incisão no estômago, reduzindo seu tamanho de forma que pareça um tubo bem estreito. A pessoa não é mais capaz de ingerir grande volume de alimento.

Acompanhamento regular

Seja qual for o método de cirurgia recomendado pelo especialista, é fundamental que haja acompanhamento cuidadoso ao longo de todo o processo, prevenindo deficiência de nutrientes.

O procedimento por si só não representa a cura da obesidade, apesar de significar um grande passo para o alcance do peso saudável.

Quando há indicação correta para a cirurgia bariátrica, após ser realizada, é essencial o acompanhamento multidisciplinar para que os hábitos sejam transformados, alcançando-se bem-estar e qualidade de vida.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp