bypass

O que é bypass gástrico?

Conhecido também por bypass em Y de Roux ou cirurgia de Fobi-Capella, o bypass gástrico é um tipo de cirurgia bariátrica que reduz o estômago e cria um desvio no intestino do paciente. A cirurgia leva o paciente a comer menos, acabando por perder até 70% do peso inicial.

O procedimento é considerado pela comunidade científica como o padrão de segurança e eficácia para cirurgia bariátrica. É o tipo de cirurgia mais popularmente utilizada atualmente e tem mostrado bons resultados para pessoas que não conseguiram emagrecer por métodos não cirúrgicos.

Esse procedimento combina dois mecanismos de ação para garantir o emagrecimento. O primeiro e principal é a técnica restritiva, que limita a quantidade de alimento sólido. O outro, em menor intensidade, é a técnica disabsortiva, ou seja, que interfere na absorção de calorias e nutrientes.

Indicação

Cirurgias bariátricas são utilizadas como último recurso para pessoas com obesidade mórbida, extremamente obesas ou que possuem excesso de peso e não conseguem emagrecer com exercícios físicos e dietas.

É um procedimento indicado para pessoas entre 16 e 65 anos com graus elevados de obesidade, com IMC superior a 40 kg/m² (obesidade grave) ou com IMC superior a 35 kg/m² (obesidade moderada), que já tenham sofrido algum problema de saúde derivado do excesso de peso.

Como é feito a cirurgia

A cirurgia consiste em três etapas. A primeira é cortar estômago e intestino. É realizada da seguinte forma: um corte é feito no estômago de modo que se forme um tubo gástrico como se fosse um prolongamento do esôfago, dividindo o estômago em duas partes, uma porção muito pequena, em forma de bolsa e, uma porção grande, que corresponde ao restante estômago e, que perde grande parte da sua função, deixando de armazenar alimentos. Além disso, faz-se um corte na primeira parte do intestino, chamado jejuno.

A segunda etapa consiste em unir uma porção do intestino ao estômago pequeno. Cria-se então uma passagem direta para os alimentos em forma de tubo.

Por último, é feita a união da parte do intestino que ficou ligada à parte grande do estômago ao tubo. Esta ligação permite que o alimento, que vem da ligação anterior criada, se misture com as enzimas digestivas, ocorrendo a digestão.

O pós-operatório é rápido e com baixos riscos de complicações. Logo após a cirurgia  a alimentação é iniciada no dia seguinte e de forma gradual, estando regularizada em aproximadamente 60 dias. Dessa forma o estômago e o sistema digestivo podem cicatrizar e adequar a essa nova condição corretamente. Os pacientes geralmente recebem alta após 3 dias, e entre 8 e 10 dias recuperam sua atividade habitual.

Benefícios do bypass gástrico

Um dos maiores benefícios é a perda, em média, de 70% do excesso de peso nos primeiros 18 meses após a cirurgia. O paciente operado obtém saciedade com porções menores, devido ao novo tamanho do estômago.

Além disso, há uma ingestão menor de açúcar, gorduras e carboidratos em geral, e também menor absorção de calorias dos alimentos.

Outros dois benefícios do bypass gástrico são relacionados a doenças antes causadas pela obesidade: melhorar ou até mesmo eliminar sua diabetes tipo 2, e reduzir ou até mesmo eliminar medicação para pressão alta e colesterol elevado.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião do aparelho digestivo em Ilha Solteira e Barretos!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp